quarta-feira, 23 de abril de 2014

Sobre a greve dos professores no Estado do Paraná.



Entendam que fazer greve não é deixar de trabalhar. Não é um dia ocioso. Não é folga. Não é ficar em casa preparando aula. É sair para as ruas, praças e locais públicos e levantar bandeiras e cartazes. É informar os motivos da greve à população. É pressionar o governo ou empregador. A greve não requer um comportamento passivo, esperando acontecer, mas requer uma conduta ativa, fazendo acontecer. Apoio total aos professores em greve no Paraná e parabéns àqueles que adotaram um comportamento ativo, pois nenhuma conquista social foi alcançada sem esforço e sacrifício.
 
Professor ensina dando exemplo. Toda transformação social passa pelos professores. Professor que não luta por seus direitos não tem fibra moral para capacitar agentes de transformação social. Melhor seria em repensar sua ocupação e papel na sociedade. Se mesmo assim quiser dar aula, pois tem o direito de furar a greve, que não exija a participação dos alunos em sala e torne a presença facultativa, pois está dando aula apenas por prazer e não tem necessidade financeira de uma remuneração digna.
 
 
Postar um comentário